Receba as postagens por e-mail

sábado, 3 de março de 2012

RESPOSTA DO ECG ANTERIOR: QUAL O DIAGNÓSTICO 27

O ECG mostra padrão de BRE e pré-excitação ventricular: intervalo PR curto com provável onda delta (visto em AVL e V1). O paciente apresenta quadro de insuficiência cardíaca, com disfunção sistólica importante.
Neste caso, provavelmente o estímulo desce pelo sistema de condução normal (feixes internodais, nó AV, ramos, ventrículos) e também desce através de uma via acessória localizada à direita.
O estímulo que desce pelo sistema de condução normal o faz com bloqueio pelo ramo esquerdo. O QRS não apresenta meseta ou entalhes em V5-V6, mas sim em I-AVL.
O ventrículo direito é ativado precocemente  em virtude da associação via anômala e bloqueio no ramo esquerdo, o que gera dissincronia.
Neste caso está indicado o estudo eletrofisiológico invasivo visando a ablação desta via anômala. Deve ser considerada a possibilidade de taquiarritmias atriais (fibrilação atrial, flutter atrial) ser conduzidas ao ventrículo pela via anômala, com frequência elevada (pelo curto período refratário da via acessória), com degeneração para fibrilação ventricular e morte súbita. Neste caso, a presença de dilatação e disfunção ventricular poderia ser um fator para maior risco para taquiarritmia atrial e possível condução pela via anômala.
Já tratamos da pré-excitação ventricular neste blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário